Go to content Go to navigation Go to sidebar options


About China Trade Gateway

Pgtas. e respostas: import./export. chinesas

Quais as vantagens de se produzir na China?
Quais as formas de constituição disponíveis para empresas estrangeiras na China?
Como é possível adquirir produtos na China?
Quanto custa importar produtos da China?
Agenciar a compra de produtos da China é sustentável?
Como proteger a propriedade intelectual na China?
Que documentos são necessários no comércio exterior?

********************  

Quais as vantagens de se produzir na China?
Para a maioria das empresas, o que mais atrai na China é sua vasta e barata mão-de-obra. O custo trabalhista por pessoa na indústria manufatureira é de US$ 100,00 por mês em média. O governo encoraja o investimento estrangeiro implementando políticas e infra-estrutura que são propícias às companhias estrangeiras. As empresas podem reduzir significativamente seus custos de produção na China visto que o país possui uma concentração de fornecedores capazes de rapidamente suprir os fabricantes com componentes e matérias-primas relativamente baratos. Os próprios fabricantes chineses vendem seus produtos barato no mercado internacional. Assim, migrar a base de fornecedores para a China põe as empresas em melhor situação para confrontar diretamente a concorrência dessas empresas.

Hoje em dia a China se tornou um próspero mercado consumidor, contando com uma grande população de famílias de classe média e a nova geração de um mercado altamente disponível. Qualquer empresa pode, pois, ter acesso rápido e aos consumidores finais numa região. No caso de empresas que dependem de pesquisa e desenvolvimento, o país oferece uma grande concentração de engenheiros formados cujas competências podem ser usadas a um custo muito mais baixo.

Voltar ao topo

 

Quais as formas de constituição disponíveis para empresas estrangeiras na China?
Existem várias alternativas para se produzir, sendo as empresas de capital totalmente estrangeiro a forma mais popular e desenvolvida de investimento estrangeiro. Esse formato empresarial agora é possível em muito setores industriais graças a exigências impostas pela OMC. Formar um consórcio (joint venture) com uma empresa local é outra alternativa comum, embora a popularidade deste formato esteja em declínio há alguns anos. A empresa também pode terceirizar sua produção para fabricantes chineses.

Além disso pode-se optar por contratar com fabricantes originais de equipamentos (OEMs), modalidade na qual a empresa estrangeira compra componentes manufaturados ou o produto final do fabricante chinês e em seguida os revende como sendo produtos seus. Uma abordagem alternativa neste caso é valer-se de uma terceira empresa ocidental para gerenciar o processo fabril em lugar da contratante.

Voltar ao topo

 

Como é possível adquirir produtos na China?
A empresa que desejar comprar diretamente da China terá de ir até o país e falar diretamente os possíveis fornecedores. As feiras, exibições e mercados virtuais são bons locais para se pesquisar fornecedores. Uma vez escolhido o fornecedor, a empresa poderá comprar à distância utilizando os modernos canais de comunicação e transporte atualmente existentes. No caso de empresas menores, os agentes ou representantes de compras são uma alternativa que oferece boa relação entre custo e benefício para agenciar fornecimento na China. Fora isso, a empresa pode ter sua própria equipe localizada no país, o que provavelmente seria mais eficiente porém a um custo alto.

Voltar ao topo

 

Quanto custa importar produtos da China? 
Se a empresa fabrica na China, o custo é o de produção mais os seguintes custos extras:

  • Impostos aduaneiros e sobre produtos industrializados, cujas alíquotas variam de país para país com base na classificação dos produtos. As alíquotas e taxas de importação mais recentes podem ser obtidas com um despachante aduaneiro.
  • Comissões de despachantes aduaneiros, que podem variar entre US$ 100 e 200 por carregamento.
  • Frete doméstico do porto de destino até a fábrica da empresa.
  • Custo de mão-de-obra referente à retirada dos produtos do contêiner.
  • Alguns países cobram uma taxa alfandegária imposta pela administração aduaneira como sobretaxa ao imposto de importação. As informações específicas podem ser obtidas com uma firma de agenciamento de cargas ou de despachantes aduaneiros.

Voltar ao topo

Agenciar a compra de produtos da China é sustentável?
Com a crescente concorrência da Índia e do Vietnam, chegará o momento em que agenciar produtos na China não será tão competitivo quanto é hoje, mas isso ainda demorará muito tempo. A China teve vantagem na largada e conta com a infra-estrutura necessária bem estabelecida.

Voltar ao topo

 

Como proteger a propriedade intelectual na China?
A entrada da China na Organização Mundial do Comércio significou sua adesão a muitos tratados e convenções. Como resultado, a China vem expandindo as ações de combate à violação dos direitos de propriedade intelectual. Não obstante, propriedade intelectual ainda é um tema polêmico no setor produtivo chinês. Toda empresa deve tomar precauções para proteger seus segredos industriais:

  • Registrar patentes, marcas comerciais e direitos autorais.
  • Fazer constar cláusulas apropriadas nos contratos celebrados com parceiros comerciais.
  • Garantir a implementação de medidas de segurança, tanto físicas como tecnológicas.
  • Recrutar empregados éticos e impor obrigações contratuais para resguardar os segredos industriais da empresa.
  • Havendo violação, deve-se buscar a devida responsabilização dos infratores com vigor e prudência.

Voltar ao topo

Que documentos são necessários no comércio exterior?
Os documentos importantes na importação e na exportação são a fatura consular, a fatura comercial, o certificado de origem, o certificado de valor, o conhecimento de embarque, a lista de embalagem, o certificado de seguro, o certificado sanitário e a declaração de exportação. A empresa poderá ter de apresentar todos ou alguns desses documentos, dependendo das normas em vigor no seu país com respeito ao comércio exterior e aos padrões de segurança.

Voltar ao topo